Diga Não ao Favoritismo, Viva a Misericórdia

11223662_634070786735183_9084939528988408497_o

Diga não ao Favoritismo, Viva A Misericórdia.

Mas vocês têm desprezado o pobre. (Tiago 2:6)

O pobre muitas vezes é tratado por desprezo, pois, subjugasse incapaz de dar algum retorno. Amizades não são firmadas por suas vantagens, mas pelos corações que se respeitam e se gostam. Se o seu grupo tem somente pessoas que lhe podem dar retorno, será realmente que são seus amigos?

Se vocês de fato obedecerem à lei real encontrada na Escritura que diz: “Ame o seu próximo como a si mesmo”, estarão agindo corretamente. Mas se tratarem os outros com favoritismo, estarão cometendo pecado e serão condenados pela Lei como transgressores. (Tiago 2:8,9)

Aqueles que praticam o favoritismo não estão amando os seus próximos, e isso é pecado. Essas pessoas roubam a humanidade dos relacionamentos e trazem a frieza espiritual.

email2  Receba artigos como esse por e-mail.

Mas se tratarem os outros com favoritismo, estarão cometendo pecado e serão condenados pela Lei como transgressores. (Tiago 2:9)

Jesus não morreu pelos nossos pecados que tratemos pessoas dessa forma, ou tenhamos interesse em ganhar com elas. Deus amou o mundo primeiro e sem interesses promoveu a salvação. Assim devemos fazer. Agir sem interesse e favoritismo.

De que adianta, meus irmãos, alguém dizer que tem fé, se não tem obras? Acaso a fé pode salvá-lo? (Tiago 2:14)

Aquele que visa somente receber, não tem tempo para o doar. Se olhar somente reto para o que está adiante, não olhará para trás e verá aqueles que ficaram caídos no meio do caminho.

11709880_615070151968580_8897115896208485177_o

E um de vocês lhe disser: “Vá em paz, aqueça-se e alimente-se até satisfazer-se”, sem porém lhe dar nada, de que adianta isso? (Tiago 2:16)

Devemos trocar o favoritismo pela misericórdia, dando lugar para o amor sem interesses, sem visar lucros. Estando disponível para ir nos bairros carentes e conhecer novos amigos, aqueles que realmente não podem lhe recompensar. O mundo está cheio de pessoas que adoram ir a festas e programações especiais, mas estão indisponíveis a irem em hospitais e presídios, não estão acessíveis a irem nas comunidades de periferia e nem creches e asilos.

11802667_634068490068746_3275748954210945336_o

Alguns acreditam que o Cristianismo não tem em suas bases o assistencialismo social. Pode até ser. Mas com certeza em seu alicerce existe o amor sem interesse, e se os cristãos não estiverem dispostos a ir ao encontro dos necessitados e ajuda-los, não estão praticando o que Cristo ensinou.

 

Pois eu tive fome, e vocês não me deram de comer; tive sede, e nada me deram para beber; fui estrangeiro, e vocês não me acolheram; necessitei de roupas, e vocês não me vestiram; estive enfermo e preso, e vocês não me visitaram’. (Mateus 25:42,43)

Em Cristo saímos da nossa zona de conforto e vamos ao encontro daqueles que podem receber algo de nós, seja físico ou espiritual.

Acreditar somente que deve-se suprir as necessidades espirituais é ignorar o ser humano como um todo. As pessoas passam fome e precisam de se alimentar. As pessoas têm sede e precisam de se saciar. As pessoas precisam de acolhimento e de roupas. Precisam ser visitadas. Todas essas necessidades podem ser vistas como espirituais, mas não se deve esquecer que fisicamente também passam por essas necessidades e precisam de ajuda. Dizer somente que a fome e a sede são espirituais é ser desumano em mundo que tantas pessoas famintas. Dizer que as pessoas estão enfermas somente da alma e presas em cativeiros espirituais é ignorar os presídios e hospitais. Se deve tratar o espiritual, mas não se deve esquecer do mundo físico.

Eu faço parte de um projeto social em Brasília que visita uma comunidade carente na periferia de uma cidade satélite. É o Sol Nascente, maior favela da América Latina. Recentemente fizemos um levantamento de necessidades das famílias assistencializadas e cada uma colocava as suas necessidades. Essa lista passou em muitas mãos de pessoas que gostariam de ajudar. Uma certa pessoa ficou incomodada ao ver pessoas pedindo escova de dentes. Ele disse que não acredita que alguém não tivesse tal coisa. Informamos que existiam muitas famílias necessitadas que realmente não tinham condições nenhuma de comprar algo tão básico.

 

11952760_630698453739083_7491118188077489085_o

 

Queria fazer uma lista do que vimos para saber que existem pessoas que passam por necessidade e estão muito perto de você. São casos reais que encontramos no Sol Nascente, periferia de Brasília, uma das cidades com maior renda per capita do Brasil.

No Sol Nascente encontramos pessoas que:

  • Nunca tiveram um guarda roupa na vida;
  • Seus filhos nunca tiveram um brinquedo inteiro e completo;
  • Nunca tiveram uma geladeira;
  • Que cozinha no chão alinhando tijolos para firmar a panela;
  • Nunca frequentaram uma escola;
  • Nunca foram em um Shopping;
  • Nunca festejaram um aniversário;
  • Suas toalhas perderam todos os fiapos, ficando somente com o tecido cru e áspero.
  • Dorme em camas dividindo-a com mais cinco ou seis pessoas;
  • Dorme no chão;
  • Que não tem cobertores para eles e nem para os seus filhos;
  • Que não tem o que comer;
  • Que não tem oportunidade de emprego;
  • Que foram abandonadas pelos maridos e sustentam mais de cinco filhos sozinhas;

E essas pessoas são povo de Deus, irmãos em Cristo Jesus, ignora-los é ignorar a Cristo. Diga não ao Favoritismo, Viva A Misericórdia.

Ele responderá: ‘Digo-lhes a verdade: o que vocês deixaram de fazer a alguns destes mais pequeninos, também a mim deixaram de fazê-lo’. (Mateus 25:45)

email2  Receba artigos como esse por e-mail.

Trecho do meu novo livro “Misericórdia”.

Compartilhe...
Compartilhe com os amigos...
Moisés Nogueira de Faria
Escritor e Blogueiro

Deixar uma Mensagem de Resposta