CONTRA O ABUSO INFANTIL: PRECISAMOS ENSINAR ÀS CRIANÇAS A DIZEREM NÃO!

dsc_4844

E quando ele bater em sua porta? O abuso infantil. O que irá fazer? Estranhamente ele já vem batendo em nossa porta faz muito tempo, mas não temos feito nada. Depois de hoje, notei que está esmurrando a porta, mas o problema está em nós que insistimos em não escutar.

“A mãe tem um amante, que todos os dias após a saída do pai para o trabalho, ele entre e abusa das crianças. Uma delas vêm para você e conta tudo. Não existe nenhuma prova, o que fazer?” ou “O motorista da van escolar que todos os dias erra o trajeto para abusar da última aluna dentro do veiculo, como ajuda-la?” ou “O parente que é acima de qualquer suspeita, mas toca maliciosamente a criança, e aí?”. O monstro pode ser qualquer um, pode estar na família, no colégio, na igreja ou em qualquer lugar.

Por várias vezes a palestra teve que ser interrompida, as histórias e mais histórias de casos de abuso tomaram o ambiente. Quase todos conheciam alguém que passou por tal situação, eram casos familiares, sequelas, traumas, em todos os lugares. De repente, não era mais um problema isolado, mas uma difícil realidade.

O seminário “APRENDENDO A DIZER NÃO” abriu uma porta em nossa mente e nos aprofundou em um conhecimento até então desconhecido. Éramos nós que estávamos com os olhos fechados, o problema é real. Mais que boa vontade, é necessário ter conhecimento e vivência para poder ajudar verdadeiramente quem é passível desse problema.

dsc_4822

Aprendemos as diferenças entre pedófilo e abusador, entre toque bom e toque mal, e como reagir e ajudar de verdade. É um curso preventivo, ou seja, ensina uma metodologia que ajuda as crianças a se livrarem da erotização, pornografia e abuso sexual. É melhor prevenir e evitar o mal antes que aconteça.

O curso foi ministrado por uma equipe (Laura, Vivian e Rosana) do Instituto Edificando de São Paulo, montado por profissionais qualificadas e com experiência nesse assunto. De fato, é um ótimo material e saímos um pouco mais preparados e dispostos a ajudar as crianças a lutarem contra a pedofilia.

Em Provérbios 31:8 diz “Seja voz para aqueles que não têm voz”, ou seja, as crianças não podem se defender, mas nós podemos ser a voz que elas precisam, e através da misericórdia de Deus ser o grito de socorro delas. Elas precisam de ajuda, precisam de nós.

Compartilhe...
Compartilhe com os amigos...
Moisés Nogueira de Faria
Escritor e Blogueiro

Os comentários estão desativados.