VOCÊ NÃO ESTÁ PRESO

Portanto, peço-lhes que não se desanimem por causa das minhas tribulações em seu favor, pois elas são uma glória para vocês. Por essa razão, ajoelho-me diante do Pai, do qual recebe o nome toda a família nos céus e na terra. Oro para que, com as suas gloriosas riquezas, ele os fortaleça no íntimo do seu ser com poder, por meio do seu Espírito, para que Cristo habite em seus corações mediante a fé; e oro para que vocês, arraigados e alicerçados em amor, possam, juntamente com todos os santos, compreender a largura, o comprimento, a altura e a profundidade, e conhecer o amor de Cristo que excede todo conhecimento, para que vocês sejam cheios de toda a plenitude de Deus. Efésios 3:13-19

Uma coisa que eu gosto de fazer é tentar ajudar outros projetos sociais. Deus tem nos dado graça em nossas ações, mas eu queria ajudar outras entidades também. E um tipo de atividade social que sofre com a ausência de apoio são as comunidades de dependentes químicos.

Para tentar alavancar as doações para as comunidades terapêuticas fiz vários tipos de campanhas, nenhuma foi bem sucedida. Então, por fim, decidi escrever as histórias dos internos e dessa forma alcançar os corações de leitores na internet.

Passei um longo período escutando suas histórias e registrando seus relatos. Mas algo me chamou a atenção… foi à existência de um personagem “padrinho” em seus relatos. Os padrinhos foram fundamentais para a guinada em suas vidas.

Depois de um tempo a ficha caiu, então entendi que não eram os “padrinhos”, mas “o padrinho”. Era a mesma pessoa em todas as histórias. Um homem se empenhou para que aqueles seres humanos tivessem mais uma oportunidade de vida.

Esse “padrinho” era muito especial para eles, era alguém que tinha força e determinação, um exemplo pessoal.

Surpreendentemente, ele é bem diferente do que poderíamos imaginar de uma pessoa pronta a socorrer os outros: devido a sua enfermidade estava cadeirante e tinha dificuldade no falar. Ele era uma pessoa limitada fisicamente, mas mesmo assim ajudou dezenas de homens a se recuperar.

O ESPÍRITO É LIVRE

O evangelho é espiritual, ou seja, barreiras físicas não podem detê-lo. No trecho bíblico citado acima, temos o Apostolo Paulo preso em uma cadeia. E de lá escreve a sua carta, dizendo que está orando em favor dos cristãos de Éfeso.

Por que ele escreveu isso? As pessoas do lado de fora estavam desanimadas com a prisão de Paulo e não sabiam como lidar com essa situação. Então Paulo escreve mostrando que ele continuava livre, mesmo dentro da cadeia.

A prisão física não pode deter um espirito livre. Assim como as deficiências do “padrinho” não deteram, as ações de ajuda que ele realizava.

O Espírito Santo sopra onde quer. Ninguém pode deter o Espírito Santo, ele tem poder para agir quando quiser e como quiser. Mesmo Paulo na cadeia, o Espirito Santo agia naquele lugar, os muros não impediam a entrada de Deus.

A PIOR PRISÃO

Por que Paulo estava orando? Ele estava livre na cadeia, mas o povo estava preso mentalmente do lado de fora. A pior prisão que podemos viver é da nossa mente. É quando concluímos que não podemos fazer.

Os cristãos de Éfeso estavam desfalecendo, pois a sua prisão causava mais males que a prisão física de Paulo. A ausência de fé é uma prisão sem chaves.

Igualmente, aquele que se vê incapaz é mais aprisionado que alguém em uma cadeira de rodas que continua pregando o evangelho e servindo ao Senhor. Prisões físicas (muros, doenças, deficiências e outros) não são barreiras para o evangelho, mas uma mente fechada sim.

A ORAÇÃO DE PAULO

Caso Paulo estivesse vivo nos tempos de hoje, e ainda preso, e alguns de nós escrevesse uma carta relatando o que faz para o evangelho, certamente ele responderia: “Oro para que você seja liberto da sua prisão”. Paulo preso é mais livre que a grande maioria de nós.

Talvez pudéssemos receber a oração do “padrinho” que clamaria a Deus para que nós fossemos soutos das cadeiras de rodas que temos. Ele, cadeirante, corre mais que a maioria das pessoas que conhecemos.

PANDEMIA E LIBERDADE

Nessa pandemia muitas pessoas relatam não saber o que fazer, se sentem de mãos atadas. A maioria das pessoas não consegue entender que o espírito continua livre e nada pode impedir a ação dele. Mesmo em quarentena, é possível se ajoelhar diante do Pai e se conectar. Pessoas podem ser tocadas pelo evangelho sem contato físico.

A quarentena não pode deter um espírito livre. Existem vários meios de continuar o ministério e a grande obra de Deus. Quem limita é nossa mente. Se buscarmos a Deus novos caminhos serão mostrados.

DETALHES DA ORAÇÃO DE PAULO

Primeiro “ele os fortaleça no íntimo do seu ser com poder, por meio do seu Espírito”. O evangelho é feito de poder. Precisamos buscar o poder interno por intermédio do Espirito Santo e assim receber dele os recursos para servir.

Nunca devemos tentar viver o evangelho sem o Espírito Santo, a obra é realizada por Ele. Devemos buscar os seus recursos.

Então “para que Cristo habite em seus corações mediante a fé”. Cristo tem que ser o foco de nossas ações. Sem Cristo não existe evangelho. Então precisamos olhar para Ele e buscar seu entendimento.

Assim “oro para que vocês, arraigados e alicerçados em amor”. A obra é feita sobre o amor de Deus. Precisamos estar fundamentados, consolidados, com raízes na verdade da palavra de Deus. Precisamos muito da verdade.

Qual o resultado? “compreender a largura, o comprimento, a altura e a profundidade, e conhecer o amor de Cristo que excede todo conhecimento, para que vocês sejam cheios de toda a plenitude de Deus”.

Quem busca servir a Deus e cumprir o seu chamado, andando no espírito, recebendo poder do Espírito Santo, focando em Cristo e tendo raízes profundas no amor resultará em ficar CHEIO da plenitude de Deus.

Pr. Moisés Nogueira de Faria
Pastor Sênior da Comunidade Casa de Paz
www.instagram.com/moisesnogueiraoficial

Moisés Nogueira de Faria
Escritor e Blogueiro

Os comentários estão desativados.